Lifting de Braços – Braquioplastia

Cuidados pré-operatórios: 5 dicas para quem quer fazer uma cirurgia plástica
13.12.2018
Ginecomastia
24.01.2019

As gordurinhas e flacidez são coisas que incomodam bastante os homens e principalmente as mulheres, sobretudo quando elas estão localizadas em lugares bastante aparentes, como por exemplo, nos braços.
Em alguns casos, uma simples lipoaspiração já pode resolver o problema das gordurinhas indesejáveis nos braços. No entanto, quando há flacidez, não há como escapar de uma cirurgia que envolva cortes e cicatrizes.
O famoso “Sinal do tchauzinho’’ é usado como um teste para mostrar se há ou não flacidez nos braços.
Isso pode ocorrer com o envelhecimento, pois a pele vai afinando e perdendo elasticidade, bem como após a gravidez ou perda de grande quantidade de peso.
Para isso, existe um procedimento cirúrgico capaz de acabar com esse incômodo e devolver a sua tranquilidade na hora de dar tchau. Conheça mais sobre essa cirurgia fazendo a leitura do texto.

 

O que é Braquioplastia ou Lifting de Braços?

Também conhecida como dermolipectomia de braços, o Lifting de braços é uma cirurgia realizada para retirar o excesso de pele, gordura localizada ou flacidez da região do braço, principalmente na região do tríceps.
A proposta dessa cirurgia é deixar o braço com um contorno melhor e uma aparência mais jovial.

 

Como é feita a Braquioplastia?

É feita uma incisão na pele da parte interna do braço após aplicação de anestesia geral ou local. O comprimento dela depende muito da quantidade de pele que será extraída.
A braquioplastia pode ser realizada em associação a outros procedimentos cirúrgicos, como a mamoplastia e a lipoaspiração.
Quando é feita com lipoaspiração, primeiro a gordura é aspirada e logo em seguida o excesso de pele é retirado, tudo na mesma cirurgia. Esse processo pode durar de duas a três horas.

 

Quais são as contraindicações para realização da braquioplastia?

Para que essa cirurgia não ofereça riscos à saúde do paciente, existem algumas contraindicaçãoes que podem impedir que ele realize a operação. As mais comuns são:

  • Estar acima do peso;
  • Ter hipertensão descontrolada;
  • Ser portador de diabetes descontrolado;
  • Estar com infecções respiratórias, urinárias ou outras;
  • Ter problema de coagulação;
  • Ser fumante.

O paciente precisa estar em ótimas condições de saúde. Antes de realizar a cirurgia, o médico faz alguns exames pré-operatórios que indicarão se a pessoa pode ou não realizar o procedimento.

Além dos exames, existem outras medidas que precedem a operação, sendo elas:

  • Interromper regimes homeopáticos dias antes da cirurgia;
  • Parar de fazer uso de alguns medicamentos que aumentem o risco de hemorragia.

 

Pós-operatório

A recuperação não é dolorosa, mas exige bastante atenção. Para garantir o sucesso total da cirurgia, é importante que o paciente siga as recomendações pós-operatórias, como:

  • Evitar fumar, usar aspirina e anti-inflamatórios alguns dias após a cirurgia também.
  • Voltar a realizar lentamente as atividades dos braços e das mãos.
  • Usar malha elástica de compressão.
  • Não expor a região operada ao sol.
  • Realizar drenagem linfática e ultrassom.
  • Manter os braços elevados, acima do coração sempre que possível.
  • Não pegar peso ou realizar grandes esforços físicos com os braços.

É sempre importante ter em mente que este tipo de procedimento deve ser realizado por um cirurgião plástico e certamente devolverá a você a autoestima, permitindo o uso de roupas de manga curta e podendo dar um tchauzinho sem sentir constrangimento!

 

Quer conhecer o melhor tipo de cirurgia para o seu caso?
Então agende agora a sua consulta!

Contatos:
Tel: (11) 2373-2535
Whatsapp: (11) 98545-0149

Whatsapp Chat