Lifting de Coxas

Para quem é indicada a Blefaroplastia?
29.11.2018
Cuidados pré-operatórios: 5 dicas para quem quer fazer uma cirurgia plástica
13.12.2018

O lifting de coxas, ou cruroplastia, é um método cirúrgico realizado para corrigir o excesso de pele nas coxas ocorrido pela idade, grande perda de peso, gravidez, etc. Trata-se de um procedimento capaz de devolver a autoestima e fazer com que a pessoa se sinta bem com sua aparência novamente.

Para falar um pouco sobre esse assunto e tirar as dúvidas mais comuns de nossos leitores, entrevistamos a Dra Karin Sumino, cirurgiã plástica, graduada em medicina e especialista em cirurgia plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Confira!

 

Ouvimos termos diferentes que fazem referência ao procedimento cirúrgico realizado na região as coxas, como lifting, dermolipectomia e cruroplastia. Qual a diferença entre essas nomeclaturas?

Lifting, dermolipectomia de coxas ou cruroplastia são todos termos usados para a mesma cirurgia. O lifting é uma técnica cirúrgica que pode ser realizada em várias partes do corpo, como face, bumbum e braço. Quando ele é realizado nas coxas, dá-se o nome de cruroplastia ou dermolipectomia de coxas.

 

Qual é a finalidade ou promessa desse procedimento cirúrgico?

A cruroplastia é realizada para retirar a pele em excesso e flácida da região interna das coxas e também as gorduras localizadas. A finalidade da técnica é remodelar esta área, melhorando o contorno corporal e diminuindo o desconforto das coxas “raspando” uma na outra.

Ele não é um procedimento para perder peso, e pode ser feito associado a outras técnicas, como lipoaspiração das coxas e abdominoplastia.

 

Quando falamos em cirurgia, sempre surgem receios. É comum as pessoas sentirem medo.  Em se tratando de cruroplastia, Doutora, quais sãos os riscos e as contraindicações desse procedimento?

Apesar de a cruroplastia ter uma recuperação lenta, ela é uma cirurgia muito segura. As complicações não são frequentes e existem poucos relatos sobre ocorrência de problemas nesse procedimento. Mas eles são possíveis:  hematomas, infecções, seromas, embolia e trombose são alguns deles.

É importante que a pessoa entenda que mesmo uma cirurgia que não apresente muitos riscos ao paciente, deve ser feita por um profissional competente e habilitado. Isso diminui as chances de qualquer tipo de complicação.

            Pessoas com diabetes, cardiopatas, fumantes e doenças vasculares são um grupo que requer avaliação médica criteriosa antes da opção por um procedimento cirúrgico.

 

Dra Karin, a cruroplastia deixa cicatrizes visíveis? E onde elas possivelmente ficam localizadas?

As cicatrizes variam de acordo com alguns fatores. Elas podem ser bem pequenas e ocorrer apenas perto da virilha. Em casos nos quais é retirada uma grande quantidade de pele ou de gordura, elas costumam se estender pela parte interna da coxa, até a altura do joelho.

Para evitar que essas cicatrizes fiquem marcadas e perceptíveis a olho nu, é importante que o paciente siga todas as recomendações dadas após a realização do procedimento. O período de recuperação é muito importante para que assim os bons resultados sejam alcançados.

 

Gostou da entrevista? Ela foi útil para esclarecer suas dúvidas?

Entre em contato e tire mais dúvidas!

 

Contatos:

Tel: (11) 2373-2535

Whatsapp: (11) 98545-0149

Whatsapp Chat