Prótese: em cima ou embaixo do músculo?

Quanto custa uma cirurgia plástica?
07.03.2019
LIFTING DE ROSTO SEM CIRURGIA: Sculptra® e Ellansé®
21.03.2019

Depois de decidir colocar a tão sonhada prótese de silicone, resta saber: em cima ou embaixo do músculo?
Continue lendo para saber!

Muitas mulheres têm o sonho de colocar próteses de silicone para aumentar os seios, ou para levantar, ou as duas coisas.
Mas o que tem deixado muitas pessoas com dúvidas é: colocar em cima ou embaixo do músculo?
Primeiramente, vamos explicar como é feita a cirurgia:

A prótese de mama pode ser colocada através de incisões na aréola, no sulco inframamário ou nas axilas.

Independentemente do local onde será feito o corte, podemos posicionar as próteses por cima do músculo peitoral maior (ou seja, por baixo da glândula, ou SUBGLANDULAR), ou por baixo do músculo, ou SUBMUSCULAR.

E qual a diferença entre as duas técnicas?

A grosso modo, quem tem uma boa cobertura de glândula e boa elasticidade são candidatas a colocar os implantes por cima do muscular, ou seja, SUBGLANDULAR.
As principais vantagens dessa técnica são: menos dor pós-operatória e retorno mais rápido às atividades usuais. Possíveis desvantagens podem ser uma queda mais rápida das mamas devido à flacidez.
Já quem tem mínima quantidade de glândula para cobrir os implantes (em geral mulheres muito magras), podem se beneficiar em colocar as próteses por baixo do músculo, ou seja, SUBMUSCULAR.
A maior vantagem desta técnica é que podemos dar uma maior cobertura à prótese para deixar um aspecto mais natural. Já as desvantagens desta técnica são maior dor pós-operatória, maior risco de deslocamento de próteses, e eventualmente maior tempo de recuperação. Ainda, em pacientes que tenham alta tendência à flacidez, existe o risco de desenvolver uma deformidade chamada “DUPLA-BOLHA”, que ocorre quando a prótese fica “presa” dentro do músculo, porém a glândula continua sofrendo os efeitos da gravidade e idade e acabam cedendo de uma forma artificial.
Para evitar a deformidade em “dupla-bolha”, temos ainda a opção de realizar a técnica submuscular em “dual plane” (“duplo plano”).
Nesta técnica, utilizamos o músculo para cobrir somente a parte superior das mamas para dar um pouco mais de cobertura nessa região. Porém, a flacidez e a gravidade continuarão atuando tanto sobre as mamas quanto sobre as próteses.
Enfim, esta é apenas uma maneira bem resumida de explicar essas duas opções de colocação de próteses nas mamas, e certamente muitas mulheres continuarão com muitas dúvidas após ler este texto!
Isto porque existem ainda vários fatores que podem influenciar no resultado da cirurgia, e por isso é tão importante a avaliação feita por um cirurgião plástico especialista e com experiência na área para poder prever com maior precisão os resultados da cirurgia e as melhores técnicas para se utilizar.

Ainda tem dúvidas de qual a melhor opção para você?
Então agende agora uma consulta!

Tel: (11) 2373-2535
Whatsapp: (11) 97379-2219

 

Endereços:

Rua Cel Irineu de Castro, 43 / CJ 706
Jardim Anália Franco, São Paulo – SP
Av Paulista, 91 / Cj 603
Bela Vista, São Paulo – SP

Whatsapp Chat