Rinoplastia: o que você precisa saber

Já conhece a mamoplastia redutora?
09.10.2018
Prótese de Glúteo
01.11.2018

Sabe quando você vê o rosto de uma pessoa famosa na televisão e percebe que tem algo de diferente? Isso pode indicar que talvez ela tenha feito alguma cirurgia plástica. As mais comuns são as realizadas nas pálpebras e no nariz.

Neste texto, falaremos sobre essa última, cujo nome oficial é Rinoplastia. Continue lendo para se informar melhor sobre o que ela é, para quem é indicada, como é realizada e outras curiosidades.

 

O que é a Rinoplastia?

É a plástica do nariz, que pode ser feita para reduzir ou aumentar o seu tamanho, afinar as asas nasais, projetar a ponta ou até diminuir a giba nasal (aquele “ossinho” no dorso do nariz que incomoda muitas pessoas). Tudo depende do desejo do paciente.

Pode parecer algo recente, mas a verdade é que as práticas da Rinoplastia existem desde o final do século 19. É claro que antigamente as pessoas mais ricas procuravam essas cirurgias principalmente por questões de deformidade causada por doenças ou guerras.

As primeiras rinoplastias eram realizadas por via endonasal (via fechada e sem corte visível) e depois passaram a ser feitas por via aberta, ou seja, diretamente na estrutura do nariz.

Felizmente, hoje em dia, a Rinoplastia é mais acessível e suas técnicas evoluíram muito, permitindo que os indivíduos a façam por diversos motivos, inclusive para simplesmente renovar a aparência e aumentar a auto-estima.

 

Para quem a Rinoplastia é indicada e contra-indicada?

Essa cirurgia é indicada para qualquer pessoa que deseje alguma alteração em seu nariz, seja por questões patológicas ou estéticas. Muitas vezes, quem faz a Rinoplastia também pode realizar outros procedimentos em conjunto, como a correção do desvio de septo e a remoção das adenóides (“carne esponjosa”).

Contudo, existem algumas contraindicações relacionadas à rinoplastia que são importantes. São elas:

  • Pessoas com menos de 15 anos, pois seu desenvolvimento facial ainda não está completo;
  • Indivíduos que desejam “copiar” o nariz de alguém sem noção de que na realidade cada um possui uma anatomia e uma harmonia facial diferente;
  • Quem está sofrendo com alguma doença ou problema de saúde, como diabetes, pressão alta, distúrbios cardíacos, dificuldades respiratórias, entre outros.

 

Como a Rinoplastia é feita?

Existem basicamente duas técnicas utilizadas para a Rinoplastia: a fechada, que é a endonasal, e a aberta, que é feita através de uma incisão na columela (entre as duas narinas).    

A técnica fechada é realizada a partir de incisões na parte interna das narinas. Para fazê-la, o cirurgião plástico precisa ser altamente qualificado, pois ele não tem uma boa visão devido ao fato da pele do nariz não ser levantada.

Essa técnica não deixa cicatrizes visíveis e a recuperação é considerada melhor. Por outro lado, ela é mais indicada para quem deseja realizar apenas alterações pequenas do dorso nasal.

A técnica aberta é feita a partir de uma incisão na base do nariz, no meio das narinas. É uma técnica mais complexa e utilizada para maiores modificações, principalmente da ponta do nariz. Apesar de a incisão ser feita em uma área externa do nariz, normalmente as cicatrizes tornam-se imperceptíveis após algum tempo.

 

Tem vontade de fazer uma Rinoplastia?

Então agende agora a sua consulta!

Contatos:

Tel: (11) 2373-2535

Whatsapp: (11) 98545-0149

 

Whatsapp Chat